Simpósio: Uma Chamada a Agir – Abolição,
Ativismo e a Vida Baseada em Princípios

7 de Abril de 2018
9 am – 3 pm
Teatro Cook Memorial Theater no Museu da Baleia

Patrocinado por O Museu Casa Rotch-Jones- Duff e Jardins, em parceria com O Museu da Baleia de New
Bedford, a Sociedade Histórica de New Bedford, e o Parque Histórico Nacional Baleeiro de New Bedford

 

Inscrição

$25 para Membros (Museu da Baleia, Rotch-Jones- Duff, ou a Sociedade Histórica de New Bedford)
$35 para Não-membros

Folheto do Simpósio (pdf)

William Rotch Jr. illustration

William Rotch Jr. cerca 1834

A constituição da Sociedade Anti-Escravatura de New Bedford foi assinada por mais de 120 cidadãos da cidade – homens e mulheres, negros e brancos. William Rotch Jr. foi o primeiro presidente da sociedade, mas os seus esforços para abolir a escravatura nos Estados Unidos começaram quase meio século antes. Ums Chamada a Agir tem como objetivo colocar a vida e o ativismo de Rotch nos contextos da sua educação Quaker, as relações económicas e políticas entre o Norte e o Sul e as vidas dos Afro- Americanos, tanto livres quanto fugitivos. Desde a época da república primitiva até à Guerra Civil, o sentimento e a ação abolicionista fizeram de New Bedford um destino para os Afro-Americanos que escaparam da escravatura. Uma tradição liberal fomentada em grande parte pela herança Quaker da cidade combinada com a abundante caça à baleia oferecida tanto no mar como em terra para promover uma cultura diversa, relativamente tolerante e próspera. Uma Chamada a Agir revisitará e compartilhará essas histórias com o intuito de ligá-las a questões que afetam a sociedade Americana atual, e tem como objetivo servir de base para conversas contínuas à medida que fazemos escolhas sobre o tecido das nossas comunidades daqui para a frente.

 

 

Horário

 

9 am Marinheiros Sub-Aquáticos e Caminhos de Ferro por Terra
Orador: Edward E. Baptist, Universidade Cornell

Edward E. Baptist aprofunda o motivo pelo qual Frederick Douglass veio para New Bedford, a sua
primeira casa nos estados livres e o local dos seus primeiros encontros com o movimento abolicionista.
Baptist examina como as mesmas ligações económicas Norte-Sul que construíram riqueza para ambas as
regiões nas costas dos escravos também geraram oportunidades para a sua resistência e fuga.
Baptist é o autor de The Half Has Never Been Told: Slavery and the Making of American Capitalism [A
Metade Que Nunca Foi Contada: Escravatura e a Realização do Capitalismo Americano] (2014) e está
dirigindo Freedom On The Move, um projeto para compilar uma base de dados originada pelo povo de
todos os anúncios de escravos fugitivos na história Norte-Americana. Ele está atualmente trabalhando
numa história do policiamento dos Afro-Americanos e da resistência a esse policiamento.

10 am “O Que Deve Ser Feito com o Negro?”
Orador: Maurice Jackson, Universidade de Georgetown

Em 1863, quatro meses depois de Abraham Lincoln emitir a Proclamação da Emancipação, o New York
Times publicou o notável ensaio de Frederick Douglass, “O que será feito com o negro?” No entanto,
Douglass estava longe de ser o primeiro a levantar a questão. Em 1762, o abolicionista Quaker Anthony
Benezet perguntou: “O que deve ser feito com os negros?” em A Short Account of Africa [Um Breve
Relato da África], e em 1775 o agitado patriota Thomas Paine fez essencialmente a mesma pergunta.
Que a nação não conseguiu responder à pergunta é feita em na reiteração de W.E.B. DuBois da dita
pergunta décadas depois da Guerra Civil. Jackson vai olhar para essa perene consulta Americana.
Jackson, professor associado de história e estudos Afro-Americanos em Georgetown, é autor de Let This
Voice Be Heard: Anthony Benezet, Father of Atlantic Abotitionism [Deixem Que Esta Voz Seja Ouvida:
Anthony Benezet, Pai do Abolicionismo Atlântico] (2010) e co-editor de Quakers and their Allies in the
Abolitionist Cause [Quakers e os Seus Aliados na Causa Abolicionista], 1754-1808.

11 am Escravos da Liberdade: A Família Jacobs e a Lei de Escravos Fugitivos de 1793
Orador: Jonathan Schroeder, Universidade de Warwick

Jonathan Schroeder apresentará um trecho da sua biografia da família de Harriet e John Jacobs, irmãos
cuja família tinha laços com New Bedford antes e depois de escapar da escravidão. Uma vida antes, em
1791, os seus bisavós fizeram uma fuga ousada com seus cinco filhos New Bedford. William Rotch Sr.,

Thomas Rotch, um Quaker de Providence e o abolicionista Moses Brown abrigaram a família fugitiva,
mudaram os seus nomes e identidades, e levaram-nos de um lado para o outro através de linhas
estatais para evitar a captura. A reconstrução de Schroeder da fuga e os procedimentos legais que se
seguiram documentam o significado do caso nas lutas políticas do início da república.
O Sr. Schroeder possui um Mestrado pela Universidade Brown e um Ph.D. em língua Inglesa e literatura
pela Universidade de Chicago. Atualmente professor assistente de Inglês na Universidade de Warwick,
Schroeder está procurando novas maneiras de examinar as histórias de raça, etnia e migração.

12 pm Intervalo para Almoço
Faça a ordem do seu almoço quando se inscrever para o simpósio online

12:45 pm Vidas Principadas: Abolicionista Quaker Rowland e Rachel Robinson
Oradora: Jane Williamson

Membros devotos da Sociedade de Amigos, Rowland T. e Rachel G. Robinson dedicavam-se à abolição
Americana desde os primeiros anos do movimento, mesmo quando os Quakers formaram uma minoria
na liderança de sua sociedade anti-escravista. De sua casa em Vermont, os Robinsons envolveram-se
ativamente numa rede Quaker que se estendia pelo vale do rio Hudson até a cidade de Nova Iorque e
usaram-na em seus esforços para abrigar e fornecer trabalho aos fugitivos da escravatura e boicotar
bens produzidos por povos escravizados.
Jane Williamson é diretora emérita do Museu Rokeby de Vermont, onde atuou como diretora por mais
de vinte anos. Ela possui um mestrado em preservação histórica pela Universidade de Vermont,
pesquisou e escreveu sobre abolição, o Caminho de Ferro Subterrâneo e a cultura material da Quaker, e
liderou o desenvolvimento da exposição permanente em Rokeby Free & Safe: The Underground Railroad
in Vermont [Livres & Seguros: O Caminho de Ferro Subterrâneo].

2 pm Painel de Discussão dos Oradores
Moderado por Lee Blake, Diretora da Sociedade Histórica de New Bedford e Jan DaSilva do Parque
Histórico Nacional Baleeiro de New Bedford.