Yankee Baleeiros! Os Legados Partilhados dos Baleeiros Lusófonos e Americanos [Yankees]

Esta exposição itinerante celebra a história entrelaçada da comunidade luso-americana,  Portuguesa, Cabo Verdiana e Brasileira com os Estados Unidos, desde a imigração precoce no século XVIII até à segunda metade do século XX.

panel 4 from traveling exhibition Panel 12 from the traveling exhibition

Painéis de Exposição 1-8 (pdf)

Painéis de Exposição 9-16 (pdf)

Experimente a viagem interactiva de Xico, com base no livro infantil A Viagem de Xico por David Blanchette.

 

O Museu da Baleia de New Bedford tem o prazer de apresentar Yankee Baleeiros! Os Legados Compartilhados de Baleeiros Lusófonos e Yankee. Esta exposição itinerante celebra a história entrelaçada da comunidade luso-americana, Portuguesa, Cabo Verdiana e Brasileira com os Estados Unidos, desde a imigração precoce no século XVIII até à segunda metade do século XX.

Clifford W. Ashley photograph of crewmen at
work aboard the bark
Sunbeam in 1904.
#1974.3.1.148

Dados do Recenseamento dos Estados Unidos sugerem que 3 milhões de pessoas nos EUA se auto-identificam com ascendência Portuguesa, Cabo Verdiana ou Brasileira. Estas culturas distintas estão ligadas historicamente pelo património, a língua e a busca pela oportunidade oferecida pela rede internacional de caça à baleia americana, com o Porto de New Bedford como principal porta de entrada para o sonho Americano.

O corredor da grande área de Providence (Rhode Island) – Fall River-New Bedford (Massachusetts) é o lar da maior comunidade luso-americana nos Estados Unidos. Uma das maiores populações Brasileiras nos Estados Unidos vive na região de Boston. Grandes comunidades lusófonas (de língua portuguesa) prosperam também no Nordeste (Califórnia), Flórida e Nova Jersey.

Foi nas viagens de baleação durante os anos de 1800 que os marinheiros portugueses, dos Açores, e Cabo Verdianos interagiram pela primeira vez com (e muitas vezes se juntaram a) baleeiros Americanos de New Bedford. Do outro lado do Atlântico, o Brasil também se tornou uma influente ligação lusófona através da indústria de caça comercial.Yankee Baleeiros! Explica como a migração lusófona (de língua portuguesa) é parte integrante da história Americana. Veja como culturas e comunidades distintas que compartilham a língua estão ligadas pelo comércio marítimo assim como pelas motivações semelhantes para vir para os Estados Unidos.

Baleeiros da Nova Inglaterra: Os Legados Partilhados pelos Baleeiros Lusófonos e Americanos

Disponível para compra na Loja do Museu ou online.

 image of the book cover

 

Esta publicação é bilíngue, incluindo todos os textos em ambos os idiomas (Inglês e Português).


 

Calendário passado da exposição Yankee Baleeiros!

Lobby do Santander Place
128 Union Street, New Bedford, MA
Datas de Exibição: Agosto de 2016

Biblioteca Joseph P. Healey
Universidade de Massachusetts Boston
Dorchester, MA
Datas de Exibição: 25 de Abril – 2 de Maio de 2016

The Riverview, Clube Português de Hudson
13 Port Street, Hudson, MA
19ª Gala dos Prémios Leadership
Data de Exibição: 24 de Outubro de 2015

Cape Verdean American Community Development Agency (CACD)
120 High Street
Pawtucket Rhode Island
Datas de Exibição: 24 de Setembro de 2015

 

portrait of group standing in front of exhibit display

Frederick Clark, Jr. Presidente-eleito da Bridgewater State University; James Russell, Presidente & CEO do Museu da Baleia de New Bedford; Louis Ricciardi, Corpo de Diretores, Bridgewater State University; Dra. Judite do Nascimento, UNICV; Mário Lúcio de Sousa, Ministro da Cultura de Cabo Verde; Dana Mohler Faria, Presidente, Bridgewater State University; Eugene Monteiro, Corpo de Diretores, Museu da Baleia de New Bedford.

 

 

Universidade de Cabo Verde

Numa parceria com o Ministério da Cultura de Cabo Verde

Data de Exibição: Abril, 2015

Monumento Nacional Cabrillo

View Building, 1800 Cabrillo Memorial Drive, San Diego, CA, 92019

Datas de Exibição: 25 de Janeiro de 2015 – 12 de Abril, 2015

 

A parte de San Diego desta exposição foi uma parceria entre o Monumento Nacional Cabrillo e a Fundação, o Museu da Baleia de New Bedford, os Consulados de Portugal em New Bedford e na Califórnia, FLAD, o Museu Marítimo de San Diego. Inc., PALCUS, Centro Histórico Português e Escola de Liderança e Ciências da Educação (SOLES) da Universidade de San Diego.

 

Catholic Charities Teen Center at St. Peter’s

278 Bowdoin St., Dorchester, MA 02122

Datas de Exibição: 21 – 26 de Junho de 2014

Visita do Charles W. Morgan a New Bedford

Doca Estatal de New Bedford, Edifício 2, New Bedford

Datas de Exibição:  29 de Junho –  6 de Julho de 2014

Biblioteca Pública de Attleboro

74 North Main Street, Attleboro

Datas de Exibição: 14 de Julho – 1 de Agosto de 2014

 

A exibição em Attleboro foi patrocinada em parte pelo Instituto de Serviços de Museu e Biblioteca e pelos comissário do Corpo Diretivo de Bibliotecas de Massachusetts.

Parque Histórico Nacional Marítimo de San Francisco

Museu Marítimo, 900 Beach Street, San Francisco, Califórnia

Datas de Exibição:  1 de Setembro –  1 de Dezembro de 2014

 

A exibição de San Francisco foi patrocinada em parte pelo Portuguese American Leadership Council of the U.S. (PALCUS).

_____________________________________________________________________________

O apoio à exposição itinerante é assegurado pela Fundação William M. Wood, pela Embaixada de Portugal e pelos Consulados de Portugal em New Bedford, San Francisco e Boston; a Embaixada da República de Cabo Verde e o Consulado Cabo Verdiano em Boston; Universidade  Brown, UMASS Dartmouth, Bristol Community College, U.C. Berkeley e Universidade de Boston; Portuguese American Leadership Council of the U.S. (PALCUS), o William E. Schrafft & Bertha E. Schrafft Charitable Trust, o Gabinete de Viagens e Turismo de Massachusetts, o Gabinete de Visitantes do Sudeste de Massachusetts e Poyant Signs, Inc.